quinta-feira, 10 de março de 2016

Mulher limpou a casa e virou caso de Polícia...

Ocorrências Policiais... (Ouçam bem, Policiais!)"

MULHER LIMPOU A CASA...

Um morador da rua Venâncio Aires, Vila Nova, registrou que há alguns dias atrás, esteve em sua residência uma senhora que ele conhece apenas pelo o primeiro nome e que é amiga de sua filha. A mulher lhe pediu para ficar hospedada em sua casa até conseguir alugar um imóvel. Na data de ontem, o comunicante viajou para a cidade de Santa Maria (RS) e ao retornar constatou que a mulher não se encontrava mais em casa e que havia furtado uma geladeira, uma televisão, um aparelho de DVD, um quarto completo, pratos, talheres, quatro cadeiras, um fogão a gás, um botijão de gás e uma estante de ferro. O comunicante não sabe para onde a acusada teria levado os objetos.

BRIGA NA CÂMARA - I
A Vereadora Sônia Nemitz disse que foi ofendida, caluniada e ameaçada de agressão por parte do Presidente da Câmara, Vereador Joir Isolabella. Ela disse que chegou para trabalhar portando uma bandeira do Brasil nas costas e convidou as pessoas que estavam no local para participar do protesto do dia 13, na Praça Independência, contra a corrupção e em defesa do juiz Sérgio Moro. Quando ela estava na bancada do seu partido foi abordada pelo colega, o qual passou a lhe ofender e caluniar, chamando-a inclusive de vagabunda e investiu contra a comunicante, mandando-a calar a boca, caso contrário iria lhe agredir. A comunicante foi para dentro de uma sala da bancada e acionou a BM que compareceu no local para o registro dos fatos. A vereadora manifestou interesse em representar contra o Presidente da Câmara pelos fatos narrados.

BRIGA NA CÂMARA - II
O Vereador Joir Isolabella disse que estava despachando na Presidência da Câmara, quando a Vereadora Sônia chegou gritando e chamando o PT de ladrão. Ela entrou na Bancada do PP, onde encontrou a Assessora da Presidência Andreia Lançanova, que estava na sala atendendo chamado do Vereador Antônio Érbice, então Sônia começou a gritar com Andreia mandando ela sair da sala. Diante dos fatos, como Presidente da Casa foi até a sala do PP e disse que a servidora poderia frequentar qualquer sala da Câmara. Sônia então passou a chamar todos os Petistas de ladrões. Joir disse que vai representar criminalmente contra a Vereadora.

BRIGA NA CÂMARA - III
A Assessora da Presidência Andreia Lançanova disse que estava trabalhando quando o Vereador Antônio Érbice lhe chamou na sala do PP, nisso a Vereadora Sônia chegou gritando e chamando o PT e seus integrantes de ladrões. Sônia mandou que ela se retirasse da sala que ali ela não fazia parte. Diante disso, saiu da sala. Se sentiu ofendida e deseja representar criminalmente contra a Vereadora. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...