quarta-feira, 9 de março de 2016

Série entrevistas com os possíveis candidatos a Prefeito...

NILO SANTOS (PROS)
1. O seu nome é cogitado para concorrer a Prefeito, existe essa possibilidade?
Sim, existe a possibilidade!

2 . Se for candidato, poderia citar três projetos importantes que deseje desenvolver para Nossa Gente Assisense?
O que considero fundamental para a execução de qualquer projeto no município, é o enxugamento da máquina. A redução para 5 secretarias e o corte inicial de 30% de cc’s (cargos em comissão), valorizando o funcionário público e qualificando-o. Fim das diárias para deslocamento dos ccs até o interior do município.
Emprego: Ampla divulgação do município para inseri-lo no eixo de investimento do estado, sendo que hoje, São Francisco de Assis não está entre os municípios com possibilidade de receber investidores que possam gerar emprego e renda. O grande gerador de empregos interessa-se por municípios que lhes ponham na vitrine da economia, e alcançaremos uma posição privilegiada no momento em que demonstrarmos nosso potencial natural e a força do nosso povo. Para isso, é necessário nos tornarmos conhecidos e oferecermos estrutura mínima para a instalação de um distrito industrial em condição de receber grandes estruturas! Isenção de impostos conforme o percentual de assisenses contratados e não aceitar a exploração de nossos recursos naturais sem um retorno efetivo para a nossa gente. Exemplo: uma grande empresa não pode se instalar no município e ficar 20 anos sem pagar imposto e gerar 1 ou 2 empregos para pessoas de São Chico... É CRIME CONTRA A ECONOMIA LOCAL! Citei empregos, inicialmente, por entender que se faz necessário manter nossos jovens em nossa terra, e isso ocorrerá se surgirem oportunidades, vagas de emprego. Que São Chico se torne uma terra para uma vida toda!
Saúde: Ampliação das equipes do programa da saúde da família e retomada do atendimento médico e odontológico no interior do município, pois é impossível continuarem desamparados. Tornar, verdadeiramente, e não apenas em discursos, no atendimento e nos serviços, um modelo para toda a região, com a contratação de especialistas. Projeto para aquisição de uma UTI móvel, pois nossa extensão territorial exige um atendimento de pronto socorro com resposta rápida e que salve vidas, com atendimento ainda no deslocamento. Atendimento para quebrados (imediatamente). Em pleno 2016, não podemos aceitar que alguém frature um braço (exemplo) e seja conduzido até Santa Maria para colocação de talas ou gesso.
Estradas: Resolver, definitivamente, os problemas de acessos ao interior do município. Contratar estudos e projetos de engenharia especializada em abertura e manutenção de estradas, pois o operador de “patrolas” é contratado e pago para operar o equipamento e não para definir se rebaixa ou levanta as estradas e acessos. Um município com a vocação para agricultura e pecuária, não pode se descuidar do escoamento de suas principais riquezas. Não investir em estradas é fechar as portas para o desenvolvimento de um povo inteiro e negar um futuro promissor aos munícipes. O governo deve ser um facilitador e não alguém que feche as portas do futuro, pois a riqueza da nossa São Chico é produzida no campo e por isso, os olhos dos governantes não podem se descuidar um dia sequer. Se a chuva é forte, a engenharia existe para amenizar os efeitos da mesma. Em caso de deslocamento urgente dos moradores do interior em busca de socorro médico, é vital a boa condição dos acessos até a cidade.

3. Qual sua posição quanto aos cargos de subprefeitos?
O cargo de subprefeito não é necessário se o gestor se fizer presente no interior e seus ccs se deslocarem (sem o recebimento de diárias) para ouvirem e encaminharem as demandas das comunidades.

4. Quanto ao trânsito, o que pensa a respeito do assunto, principalmente no centro?

Sou contra o pagamento de estacionamento pela população, pois o povo já paga impostos demais e está sempre pronto para ajudar o hospital e pessoas necessitadas. Nosso povo é muito bom e generoso! Acredito que a instalação de estacionamento rotativo seja uma boa alternativa, mas sem cobrança por um tempo estabelecido, sendo que após o término deste tempo limite, o cidadão, por opção dele, pague o valor definido por tabela de tempo extra. É necessário um estudo de mobilidade e viabilidade para definição de tempo e valores. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...